Wednesday, February 1, 2012

Sopa de Peixe com massa de cotovelos


"A mais alta das torres começa no solo"
(provérbio chinês)

Tinha imenso peixe no frigorífico e decidi usar tudo para fazer uma "limpeza".
O peixe que tinha era salmão, bacalhau fresco e bacalhau salgado demolhado.
Esta receita pode ser usada com outros tipos de peixe, bem como marisco e moluscos. Eu vou apresentar com os ingredientes que usei desta vez.

Espero que gostem...

Para 6 pessoas:

Ingredientes:

3 postas de peixe
2 cebolas médias
1 lata de tomate de conserva
2 dentes de alho
azeite
sal
pimenta
oregãos
salsa
Opção: Massa de cotovelos (150 gramas) ou batatas (4 Un)
Nota: Pode-se dividir a sopa em duas e fazer uma com batatas e outra com massa. A base de peixe é a mesma

Numa panela colocar azeite e, a cebola e dentes de alho picados.
Deixar alourar.
Quando a cebola estiver com uma cor transparente, juntar os tomates picados e deixar cozer em lume médio por cerca de 20 minutos.
Temperar com sal.

Retirar a pele e as espinhas do peixe. Cortar em cubos.

Numa panela à parte cozinhar a massa ou as batatas.

Juntar cerca de meio litro de água ao preparado na panela.
Quando levantar fervura juntar o peixe.
Verificar se necessita mais sal.
juntar as ervas aromáticas e a pimenta moida.
Deixar cozinhar em lume médio por cerca de 15 minutos.

Juntar a massa ou a batata e está pronto a servir...

Bom apetite!!!!!

Ania




Fotos tiradas na Praia do Hospital, Figueira da Foz, Portugal










Monday, January 30, 2012

Oscypek - Queijo Polaco com doce de frutos vermelhos


"O respeito pelos pais só resiste enquanto os pais respeitem o interesse dos filhos"

(Raul Seixas)

Há um tempo atrás coloquei aqui uma receita de doce de frutos vermelhos.
Agora vou mostrar uma das minhas formas favoritas de o saborear :0)

O queijo na imagem é um queijo tipicamente polaco, OSCYPEK.
É um queijo de ovelha não pasteurizado, salgado e posteriormente fumado.
Pode-se encontrar fumado e não fumado.
Quando tem uma cor branca ainda não foi fumado. Quando apresenta uma cor amarela e um pouco acastanhado já é oscypek fumado.

Normalmente o Oscypek é cortado às fatias e assado na brasa.

Como aqui em casa não tinhamos onde assar, fizemos na frigideira, o que também é bastante bom.

O Oscypek tem um sabor bastante forte. Uma ou duas fatias é o suficiente para cada pessoa.

Cortam-se as fatias de oscypek e coloca-se na frigideira em lume brando.
 Vira-se quando estiver a derreter para que aqueça e derreta de ambos os lados.

Serve-se com doce de frutos vermelhos :0)

Bom apetite!!!!

Ania



Fotos tiradas na Polónia

Golabki - Cozinha Polaca


"Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem"

(John Lennon)

Já coloquei aqui algumas receitas feitas a partir da base de Rosol.

Golabki é mais um dos pratos que pode ser feito com a carne do Rosól.
Contudo para quem não faça Rosól, pode apenas cozer carne e usar para este prato.
Com o último rósol que fiz, deu para 13 Golabki e 3 pimentos recheados (usando o mesmo recheio do Golabki).
Usei bastante carne, quase 50%. Para maior economia e maior quantidade de Golanbki pode-se aumentar a percentagem de arroz.

Ingredientes:

Carne picado cozida 300 gramas
Arroz 200 gramas
1 cenoura
2 cebolas
2 ovos
1 couve lombarda
sal
pimenta


Molho para 6 Golabki:

Azeite
3 tomates maduros
1 colher sopa de tomate concentrado
sal
pimenta
oregãos
natas (opcional)

Nota: as natas podem ser de soja * eu prefiro pois são mais leves

Preparação:

Dar uns cortes na zona dos talos da couve, para que as folhas possam sair facilmente. Colocar a couve numa panela com água e cozer em lume médio.

Cozer o arroz em branco.
Quando estiver quase cozido, retirar do lume, colocar o arroz num escorredor, passar por água fria e colocar de parte.

Numa tigela grande colocar a carne picada, cenoura ralada, cebola picada, arroz, ovos, sal, pimenta.
Mexer bem.

Enquanto vai preparando tudo, de vez em quando retirar a couve do lume e retirar algumas folhas da couve, voltar a colocar no lume e repetir este processo até ter bastantes folhas de couve maleáveis o suficiente para fazer os rolinhos.

Retirar o excesso dos talos das folhas de couve.

No fundo de uma panela grande colocar os restos da couve, e as folhas mais pequenas que não irão ser usadas.

Colocar uma folha de couve com a parte de dentro virada para cima, de forma a que a folha de couve forme uma concha. Com uma colher de sopa, retirar 2 colheres do preparado de carne com legumes e colocar na couve, possicionando na zona do talo.
Enrolar apenas um pouco com a couve (lado do talo)
Colocar os lados laterais na couve por cima do anterior e ir enrolando.

Ir colocando os Golanbki na panela, por cima dos restos de couve, com a parte da folha de couve que ficou para fora, virada para baixo, para que não abra durante a cozedura.

Fazer este procedimento com as restantes folhas de couve.
Consoante o tamanho da folha de couve, a quantidade de recheio irá variar. Quando as folhas começam a ser mais pequenas tem de se reduzir a qantidade de recheio, pois caso contrário não dá para fazer o rolinho.

Quando todos os Golanbki estiverem enrolados, colocar um pouco de água na panela. A água não deve cobrir os Golanbki que ficam ao de cima. Temperar com um pouco de sal. Pode-se colocar um pouco de concentrado de tomate para dar um sabor um pouco mais interessante.

Deixar cozer em lume brando por cerca de uma hora.
O tempo de cozedura depende muito da couve. Há couve que demora mais tempo a cozer que outra.
Convém verificar se a couve está cozida e caso não esteja deixar cozer mais um pouco.

Quando estiverem cozidos, retirar da panela e colocar numa travessa os que forem para consumo imediato.
Os que foram para guardar, colocar em tupperwares e quando arrefecerem e colocar no frigorífico.

Molho de tomate:

Numa frigideira colocar um pouco de azeite em lume médio. Juntar os tomates e deixar cozinhar cerca de 15 minutos. Juntar o concentrado de tomate, o sal e as especiarias.
Deixar coznhar por mais 5 minutos.

Retirar do lume e tritutar.

Voltar a colocar na frigideira e juntar as natas.

Colocar o molho por cima dos Golabkis a travessa e está pronto a comer...

Bom apetite!!!!

Ania





(fotos tiradas em Katowice, Polónia)

Saturday, January 21, 2012

Limonada



"Conhece-se o marinheiro, no meio da tempestade"
(provérbio brasileiro)

EU ADORO LIMONADA !!!!

ADORO ADORO ADORO

Como adoro é algo que faço com bastante frequência mesmo no Inverno. A grande diferença é que quando está calor junto umas pedras de gelo para ficar bem fresquinha...

Eu gosto da limonada com um sabor forte a limão e com pouco açúcar, como tal, para quem prefere uma limonada mais suave, pode colocar um pouco mais de açúcar e menos limão.

O ideal é experimentar com poucas quantidades de limão e açúcar e ir juntando até ir de encontro ao gosto pessoal. A partir daí é repetir as últimas quantidades :0)

Ingredientes:

1 litro Água (eu prefiro sem gás mas para quem gosta com gás pode experimentar essa opção)
2 limões
1 colher de açúcar mascavado
Menta fresca

Preparação:

Espremer os limões e colocar num jarro.
Juntar o açúcar e um pouco de água. Misturar bem.
Juntar a restante água, a menta e mexer novamente.

Eh voilá!!!! Feito!!!

Simples, rápido, económico, maravilhoso...

Bom proveito...

Ania





Conjunto de chá Vintage

Digam lá se não é lindo!!!!!

Quero tanto comprar um conjunto de chá vintage que goste...

Até agora ainda não encontrei nenhum mas sei que vou encontrar :0)

Mas enquanto não encontro vou-me deliciando com imagens :0)


Tarte de Maçã


"Uma maçã por dia mantém o médico distante"
(provérbio judaico)

Se uma maçã por dia mantém o médico distante esta com certeza é uma maravilhosa forma de comer maçãs...
Simples de fazer, rápido, sem açúcar e simplesmente delicioso.

Adoro tarte de maçã...

Ingredientes:

Massa quebrada
Compota de maçã
4 Maçãs 
Água
Açúcar

Notas:
A massa quebrada pode ser de compra ou feita em casa.
A compota de maçã pode ser de compra. Mas quem queira fazer em casa e tenha tempo, pode cozer as maçãs, retirar do lume, escorrer água e triturar.
Neste caso é apenas uma questão de tempo.
feito em casa é sempre melhor mas nos dias em que não se tem tempo, não há problema se se usar elementos de compra já preparados.

Preparação:


Colocar a massa quebrada na forma. Espetar com um garfo em vários lados para que a massa ao cozer não forme bolhas de ar.

Espalhar a compota de maçã pela base da massa. Deixar ficar com uma altura de aproximadamente 4mm.

Cortar as maçãs, previamente descascadas, em fatias finas e colocar por cima da compota.
Usar a imaginação para fazer formas bonitas com as fatias de maçãs.

Levar ao forno previamente aquecido a 180ºC por 30 minutos.
Ligar o "grill" do forno para que fique com uma cor bonita.

Num tacho colocar um pouco de água e açúcar. Levar ao lume. Deixar ferver até que a água comece a evaporar e fique um molho com um tom ligeiramente amarelado.

Com a ajuda de um pincel, pincelar a tarte com este preparado. Será este preparado que vai dar brilho à tarde.

Levar ao forno por mais 10 minutos.

Bom apetite!!!!!

Ania

Filhoses de abóbora menina


"Os que não se impacientam colherão os frutos daquilo a que de coração aspiram"
(provérbio budista)

Eu adoro filhoses e estas em particular. A minha avó fazia, a minha mãe faz e o os meus irmãos fazemos... É uma receita super simples mas que adoramos.

Não vou colocar quantidades pois normalmente é sempre feito a olho.

A próxima vez que fizer vou ter atenção às quantidades e posteriormente coloco aqui essa informação.

Espero que também gostem :0)


Ingredientes:

Abóbora menina
Farinha
Acúçar
Canela
Óleo
Sal

Cortar a abóbora às fatias. Retirar a casca e as sementes. Cortar aos quadrados.

Depois de tudo cortado, colocar a abóbora numa panela com água e deixar cozer em lume médio. Colocar um pouco de sal na água.

Se a abóbora for demasiado grande para a quantidade de filhoses que se forem fazer, pode-se usar a restante para sopa ou simplesmente congelar e usar mais tarde.

Quando a abóbora estiver cozida, retirar do lume e colocar num coador para deixar sair a água em excesso.

Passar a abóbora por um passe-vite e deixar arrefecer.

Quando estiver fria, ir colocando aos poucos farinha e mexer com as mãos.
Colocar pouca quantidade de farinha de cada vez.
Deve-se colocar farinha até a massa ter a consistência desejada.

Eu prefiro quando a massa tem alguma consistência mas ainda bastante maleável.
Nem muito líquida, nem muito sólida.

Deixar levedar por algum tempo.

Com a ajuda de duas colheres de sopa ir colocando a massa na frigideira com óleo bem quente.

Ir retirando as filhoses à medida que forem estando fritas para um coador, para escorrer o óleo.
Quando já n\ao tiver muito óleo passar as filhoses por um prato com acúçar e canela.
Rolar as filhoses neste preparado para que fique com acúçar e canela em todos os lados.

Colocar num prato grande e estão prontas a comer...

Bom apetite!!!!!

Ania

Gratinado Rosól - Cozinha Polaca


"Se sua lingua tranformar-se em uma faca, cortará sua boca"
(provérbio africano)

Esta receita é uma das que so pode fazer com os ingredientes usado no Rosól.
Esta foi inventada por mim mas várias senhoras Polacas gostaram e pediram receita... o que me deixou bastante contente, pois a primeira vez que fiz Rosól não sabia bem o que fazer com toda aquela comida.

De uma panela de carne e legumes dá para fazer imensos pratos...
Já coloquei aqui a sopa de cogumelos, a sopa de tomate e agora esta... Contudo ainda dá para fazer muito mais... mas eu vou colocando aqui ;0)

Para quem se preocupa com as economias de casa Rosól é um bom economizador :0)

Espero que gostem

Ingredientes:

Parte dos legumes e carnes usados no Rosól
1 pacote natas (eu uso de soja)
queijo
azeitonas pretas
1 cebola
azeite
pimenta preta

Preparação:

Numa frigideira colocar o azeite e a cebola cortada às fatias finas. Deixar refogar em lume médio.

Cortar os legumes aos quadrados pequenos (tipo macedónia de legumes)
Desfiar a carne em pedaços pequenos.

Colocar numa taça e misturar.
Juntar a cebola refogada e misturar bem.

Colocar este preparado numa travessa.
Juntar as natas e posteriormente o queijo ralado.

Colocar um pouco de pimenta 

Enfeitar com azeitonas cortadas às rodelas.

Levar ao forno previamente aquecido a 180ºC por cerca de 30 minutos.

Pode ser servido apenas este prato ou então juntamente com uma salada.

Bom apetite!!!!

Ania